Entendendo o e-commerce: Integrações

Entendendo o e-commerce: Integrações

No processo de criação e desenvolvimento de um e-commerce, também é muito importante pensar em integrar à loja virtual sistemas responsáveis pela gestão, como controle de estoque, gestão financeira e de contabilidade, emissão de notas fiscais etc.

Esses e outros processos são fundamentais para fazer uma boa administração do negócio online, garantindo que a loja virtual suporte um alto volume de operações, concentrados em apenas um lugar, maximizando a taxa de conversão e o ticket médio.

Ainda não sabe direito do que estamos falando? Então, veja a seguir.

Por que devo pensar em fazer integrações na minha loja virtual?

Ter que gerenciar diversas ferramentas sem qualquer conexão, como uma plataforma de e-commerce, um sistema de gestão empresarial e de controle financeiro, por exemplo, exige trabalho e esforço dobrados, o que significaria perder tempo e dinheiro.

Então, para tornar o processo de venda bem mais simples e prático, é essencial utilizar sistemas integrados e automatização de tarefas. Com esse recurso, você deixa de realizar tarefas repetitivas e demoradas, tornando o processo de gerenciamento bem mais produtivo.

Além disso, também existe vantagem para o cliente, já que a integração permite mais usabilidade, oferecendo a melhor experiência possível ao consumidor e, consequentemente, aumentando as chances de a compra ser concluída.

Qual integração escolher para o seu e-commerce?

As opções de integração no e-commerce e cada uma tem sua importância, porém para o seu negócio umas podem ser mais relevantes que as outras. Por isso, a escolha dessas integrações deve ser feita de forma específica para o objetivo de cada loja virtual.

Quais são as principais integrações?

Entre as possibilidades, podemos destacar integrações para:

  • Sistema interno – ERP (Enterprise Resourse Planning), com importação de relatórios.
  • Integração em plataformas e formas de pagamento.
  • Sistema de análise de fraude (FControl, ClearSale).
  • Sistemas de segurança (Site Seguro, Site Blindado, Certificados SSL).
  • Segurança e estabilidade.
  • Backup das informações.
  • Redes sociais, blogs, SEO e outras estratégias de marketing digital para aumentar a abrangência e visibilidade.
  • Mensurar informações on-line com relatórios de vendas, tráfego etc.
  • Google Analytics e Adwords.
  • Flexibilidade e permissão para expansão.
  • Ferramenta para criar promoção para um canal de vendas ou parceiro com configurações de frete grátis.
  • Área administrativa intuitiva e acessível.
  • Design personalizado (usabilidade, navegação, busca e filtros).
  • Sites que fazem comparação de preços, como Bondfaro, Buscapé e MercadoLivre.

Porém a possibilidade de contar com essas formas diversas de integração vai depender muito da plataforma de e-commerce escolhida pelo empreendedor. Por isso, é muito importante fazer essa escolha com bastante cuidado.

Se você está pensando que é muito detalhe para resolver e decisões a tomar, é isso mesmo. Ter uma loja virtual é muito mais do que apenas colocar os produtos no site e esperar os clientes aparecerem para comprar.

E muitas pessoas acabam desistindo no meio do caminho por necessitar de muita configuração e tempo para implantar, mas esse não precisa ser o seu caso. Contar com a ajuda de uma boa consultoria para e-commerce pode ajudar bastante no processo. Tem alguma dúvida? Deixa aqui no comentário!


O meu planejamento é formar a empresa de marketing digital mais respeitada da Internet, que irá mudar a forma como as pessoas falam, escutam e compartilham online. A sua satisfação é a minha maior conquista. Mudar a forma como o seu produto chega as pessoas e principalmente aumentar as suas vendas, é o meu compromisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Themetf